Apoio
 
 
 

 

 

 
 

O projeto desenvolver iniciou a partir da fundação do espaço CEDAI em 1998, que esta em atividade a 16 anos sem interrupção, no primeiro modelo o projeto representou a própria existência do espaço pois abriu a possibilidade de mais de 50 artistas e empresas no ramo cultural criarem seus cursos de artes com toda estrutura, hoje o projeto da suporte a diversas empresas do setor cultural.

Como é realizado?

O Espaço CEDAI entra com a estrutura, como salas equipamentos e o empreendedor entra com a parte da ação cultural e toda parte legal de acordo com o ramo de atuação e os mesmos só pagam pela hora de utilização do espaço ficando livre de aluguel fixo e tornando o projeto sustentavel, a única obrigatoriedade é que os mesmo sejam legalizado, como empresa ou micro-empreendedor individual.

Algumas das empresas que atuam atualmente no espaço: Angrason Produções - Estúdio de Ensaio e Gravação com uma pequena loja de instrumentos musicais e acessórios, micro-empreendedor Adilson atua na área de aulas de musica, cursos de violão, Guitarra, Baixo,Teclado, Flauta, Gaita e Bateria, Estudio e Radio Nova Belém no ramo de gravações e produção musical entre outros.

A partir deste ano de 2015 ampliamos o projeto criando uma nova versão do projeto visando atender um numero maior de Empreendedores Culturais, pois nosso objetivo é ajudar o artistas a divulgar seu produto cultural, seja um show uma vendas de desenhos ou graffitis qualquer atividade relacionada a arte e que seja um produto e possa ser vendido pelo próprio artista.

Com a experiência de 16 anos de atuação observamos muitos projetos bons começando e acabando, foi o que aconteceu com o próprio Itaim Festival de 1999 a 2004, o mapeamento cultural realizado em 2008 pela AARCA, que durou apenas 1 ano, fórum de cultura do Itaim Paulista recomeçou em 2007 e logo parou, a Semana Cultural que esta na sua 6º edição de 2009.

Esse sentimento de inconstâncias nos leva a uma reflexão, temos que andar com nossas próprias pernas, acreditamos em um Itaim Paulista como o Bairro das artes, nessa nova fase vamos criar um espaço virtual permanente de divulgação para todos empreendedores cultural.

Como isso é possível?

Nessa nova etapa, vamos criar uma pagina para cada empresa ou artista, com todos os contatos centralizados, com pagina na rede social, telefone, e-mails e uma breve apresentação do produto e um pequeno formulário de interesse, hoje nosso espaço que esta no centro do bairro tem uma grande ociosidade durante o dia tendo diversas salas a disposição, estaremos cedendo salas ao custo mínimo para fechamento de negocio entre artista e contratastes ou clientes, facilitando quem trabalha no modelo home office a ter uma espaço um café para fechar negócios.

Em uma segunda etapa estaremos procurando parceiros e convidando a todos para capacitação, exemplo Sebrae que poderá nos ajudar ter as informações de como formar preço, abrir um CNPJ como micro empreendedor ou micro empresa.

Qual a contra partida?

Para que possamos realizar esse trabalho, vamos divulgar dentro da pagina do artista outros artistas, mais nunca da mesma área, criando assim uma rede um link entre todos com uma lista ao final com todos do projeto por área, e também nossos produtos e de nossos parceiros fixos, como o estudio angrason e vendas de acessorios e as aulas de musica do professor Adilson entre outros que possam vir a ser parceiro no espaço físico do CEDAI.

Quem ganha com o projeto?

Todos pois criaremos uma rede que poderá ser copiadas por outras redes e multiplicada e o mais importante não esta ligada ao governo que muda de cartilha a cada gestão e acaba desfazendo o que demorou anos para ser construído.

Depois de ler o projeto se tiver duvidas é perguntar no formulário a baixo: Vamos construir juntos o Bairro das Artes.

Caso tenho interesse click para abri o formulário

Contatos: 11 28017268

 
todos os direitos reservados a angrason produções